vacina tríplice viral

O QUE É A TRÍPLICE VIRAL?

A vacina tríplice viral é uma combinação de vírus atenuados do sarampo, da caxumba e da rubéola, apresentada sob a forma liofilizada. A proteção conferida pela vacina inicia-se cerca de duas semanas após a aplicação e, como todos os componentes são altamente imunogênicos e eficazes, a imunidade dura por praticamente toda a vida.

DOENÇAS QUE PODEM SER PREVENIDAS PELA VACINA TRÍPLICE VIRAL

Primeiramente, a vacina previne contra o sarampo, que é uma doença infectocontagiosa causada por um vírus chamado Morbillivirus. Essa doença é uma das principais responsáveis pela mortalidade infantil em países em desenvolvimento e causa surtos epidêmicos em países desenvolvidos onde a cobertura vacinal não é alta. Além do sarampo, a tríplice viral protege contra a caxumba, doença contagiosa característica por provocar um inchaço doloroso das glândulas salivares. A caxumba é causada por um vírus, que é transmitido de uma pessoa para outra por via respiratória, geralmente através de tosse ou espirro, ou por contato direto com itens contaminados pela saliva infectada. Assim como a caxumba, a rubéola também é causada pela transmissão de um vírus de uma pessoa para outra por via respiratória. Já a manifestação dessa doença, geralmente é benigna. Entretanto, quando ocorre durante a gravidez, pode fazer com que o feto desenvolva a síndrome da rubéola congênita, que é característica por causar uma série de malformações. No Brasil, graças às intensas campanhas de vacinação e programas de vigilância epidemiológica, o sarampo, a rubéola e a síndrome da rubéola foram recentemente erradicados. Porém, ainda é necessário que a vacinação continue a ser incentivada para que, assim, essa situação se mantenha.

QUEM DEVE TOMAR A VACINA?

A vacina tríplice viral é indicada para crianças com mais de 12 meses, adolescentes e adultos. Contudo, a vacina é contraindicada para antecedentes de reação anafilática sistêmica após a ingestão de ovo de galinha, devido aos componentes da vacina, gestantes e pessoas imunodeprimidas.

REAÇÕES POSSÍVEIS DA VACINA TRÍPLICE VIRAL

Os efeitos adversos possíveis dessa vacina são febre e erupção cutânea de curta duração, que ocorrem geralmente entre o quinto e décimo dia após a aplicação, porém representam pouca parte dos casos.

DOSES NECESSÁRIAS DA VACINA

Crianças devem receber a primeira dose da tríplice viral aos 12 meses e a segunda aos 15 meses de idade. No caso de pessoas que não foram imunizadas quando bebês, a vacina pode ser aplicada em qualquer momento da vida. Até 29 anos de idade, ela será administrada em 2 doses e, após os 30 anos, ela deve ser tomada em dose única

EFICÁCIA DA VACINA CONTRA SARAMPO, CAXUMBA E RUBÉOLA

Assim como a maioria das vacinas, a tríplice viral tem uma eficácia muito alta em pessoas imunocompetentes, com uma taxa de entre 95% e 99% de eficácia. Apesar de alguns poucos eventos adversos relatados, trata-se de uma vacina bastante segura, com componentes imunogênicos e eficazes. Sendo assim, a vacinação é a melhor forma de evitar que essas doenças erradicadas voltem a propagar no Brasil.

MANTENHA A SAÚDE EM DIA!

Sabia que é possível tomar a vacina tríplice viral em casa? Basta baixar o aplicativo do Vacine.me, já disponível na Google Play e App Store, colocar o endereço onde quer ser atendido, escolher a vacina que deseja, comparar preços, agendar na clínica de sua preferência e pronto! No dia e hora marcada, um especialista irá até você aplicar a vacina no conforto e segurança do seu lar! ; )

Related Post

Deixe seu comentário

Posts recentes

Vacinação em domicílio
Vacinação em casa
vacina tetra viral
vacina hexavalente
Open chat