Vacinação em domicílio

Com a pandemia COVID-19, houve um aumento da preocupação em relação à saúde e à imunização dos brasileiros, levando ao crescimento da procura pela vacinação em domicílio.

Apesar de não existir, por enquanto, um imunizante contra o coronavírus no setor privado, o debate em relação à vacinação trouxe uma consequência positiva no setor, causando o aumento do interesse pela proteção contra outras doenças no último ano.

Devido a diversos fatores, como praticidade, segurança, rapidez e isolamento social, plataformas online que disponibilizam a aplicação em domicílio têm sido a escolha de muitos dentro desse cenário.

O Brasil vem passando por diversos desafios no processo de vacinação da população contra a COVID-19, tais como dificuldades de logística, distribuição, produção e acordos, além de movimentos anti-vacinas e o crescimento dos casos devido à negligência da implementação de medidas de prevenção necessárias contra o vírus.

Entretanto, nesse momento crítico de corrida atrás da imunização contra o coronavírus e de uma quantidade avassaladora de mortes no país, tornou-se evidente para muitos dos brasileiros a importância das medidas de proteção e de manter a vacinação em dia, mesmo nas condições atuais.

VANTAGENS DA VACINAÇÃO EM DOMICÍLIO

O setor da saúde, assim como o comércio de forma geral, procurou adaptar-se às condições vividas durante a pandemia, a fim de não sofrer tantos danos e também conseguir alcançar seu público alvo.

Dessa forma, a procura pela vacinação em domicílio cresceu muito nesses últimos tempos, por oferecer diversas vantagens em relação à aplicação presencial.

Além disso, a locomoção que seria necessária para se vacinar nem sempre é possível, seja por motivos de saúde ou de disponibilidade.

Dentro dos principais benefícios desse serviço, destaca-se a facilidade, você pode simplesmente definir o horário e agendar para que o profissional vá até sua casa realizar a aplicação, tanto sua, quanto de outros membros da sua família, se necessário.

Além da praticidade, a vacinação em casa apresenta o mesmo nível de qualidade de atendimento que se encontraria vacinando-se presencialmente e conta com a mesma tecnologia e segurança.

Outra vantagem, particularmente relevante na situação atual, é evitar a exposição à contaminação do coronavírus, reduzindo a capacidade de aglomeração e transmissão do vírus.

Portanto, receber a aplicação da vacina em casa é uma ótima alternativa para quem deseja estar em dia com a saúde sem precisar deixar a segurança e o conforto do lar.

Dentro deste contexto, o aplicativo Vacine.me também oferece, exclusivamente, outros benefícios, como a possibilidade de consultar as clínicas mais próximas do local e comparer preços.

Além disso, é possível criar, dentro do app, carteiras de vacinação virtuais, tanto para si mesmo, quanto para seus dependentes, tornando de fato mais fácil manter as vacinas em dia e garantir a saúde de todos.

VACINAS MAIS PROCURADAS

O mercado privado, apesar de possuir mais de 40 vacinas registradas, tem como mais procurada a vacina contra a gripe (Influenza).

Como ela é oferecida de forma gratuita apenas para os grupos prioritários, muitos indivíduos que não estão contemplados nesse critério buscam o setor privado como alternativa para se proteger contra a doença.

Além disso, vacinar-se contra a gripe se torna especialmente necessário no cenário de pandemia do coronavírus, porque a doença, além de possivelmente afetar o sistema imunológico, pode dificultar o diagnóstico da COVID-19, visto que os sintomas são similares.

Por isso, o imunizante contra o vírus da Influenza tem sido o mais procurado nas plataformas que oferecem a aplicação em casa, na intenção de reduzir, o máximo possível, a chance de contaminação durante o processo de aplicação.

Fora a vacina contra a gripe, outros imunizantes também vêm ganhando espaço entre os consumidores, como a pneumocócica conjugada, a hexavalente acellular, a Hepatite B e a do rotavírus, todas aplicadas em bebês.

A vacinação em domicílio torna-se especialmente vantajosa para essa faixa etária, além de idosos e indivíduos com doenças imunodepressivas, por serem casos onde há, normalmente, mais dificuldade de locomoção e um maior risco de complicações caso tenham exposição ao coronavírus.

VACINA CONTRA O CORONAVÍRUS NA REDE PRIVADA

Sobre a vacina contra COVID-19, ainda há incerteza sobre quando estará disponível na rede privada.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já concedeu o registro definitivo da vacina da Pfizer/Biotech, primeiro laboratório a conseguir a autorização para vender o imunizante no país, inclusive para o mercado privado.

O Ministério da Saúde, apesar de dizer que quer comprar a vacina, teve um empecilho ainda não resolvido sobre duas cláusulas do contrato, que por enquanto não foi assinado, porém o setor privado ainda possui interesse no imunizante, caso o governo não dê continuidade à compra.

Além disso, recentemente, o Senado aprovou um projeto de lei que autoriza a descentralização da aquisição, permitindo que estados, municípios e o setor privado também comprem a vacina contra o coronavírus.

Entretanto, a maior preocupação é se os laboratórios vão conseguir atender tanto o setor público quanto o privado, visto que, no momento, a vacina ainda é um produto escasso para a população no mundo inteiro.

Ainda há debates em relação à aplicação da vacina no setor privado, devido a essa quantidade insuficiente, mas analisa-se que o imunizante, sendo implementado de forma complementar pelas redes particulares, não teria impacto sobre a compra pela rede pública e poderia agilizar a cobertura vacinal no país.

SEJA AVISADO QUANDO A VACINA CONTRA COVID-19 CHEGAR À REDE PARTICULAR

Baixe o app Vacine.me na Google Play ou App Store para ser notificado quando a vacina contra COVID-19 estiver disponível também na rede particular! ; )

Related Post

Deixe seu comentário

Posts recentes

Vacinação em domicílio
Vacinação em casa
vacina tetra viral
vacina hexavalente
Open chat