Gravidas devem tomar vacina contra gripe?

Existem várias dúvidas com relação à vacina contra gripe. Uma delas é se a vacina deve ser tomada durante a gestação. Muitos se perguntam se há algum risco, quando é o melhor momento de tomá-la e se a vacina é de fato eficaz. Se você está em dúvidas se grávidas devem tomar vacina contra gripe, continue lendo e entenda a resposta!

Afinal, vacina contra gripe é indicada para grávidas?

Segundo os principais órgãos de saúde em todo mundo, por exemplo, Organização Mundial da Saúde (OMS), Unidade de Imunização Integral da Família da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e, nacionalmente, o Ministério da Saúde, grávidas fazem parte do público-alvo da vacina contra gripe. De fato, elas não apenas podem como devem participar da campanha de vacinação para proteger tanto a si quanto aos bebês do vírus influenza.

A gripe é uma doença transmissível pelo ar e, assim, de fácil contágio. Os sintomas mais comuns são:

• Febre

• Cogestão nasal

• Tosse seca

• Dores no corpo e de cabeça

Pessoas com algum tipo de fragilidade imunológica, incluindo mulheres grávidas, ao contrair a gripe podem apresentar um quadro mais grave, evoluindo para pneumonia.

Desse modo, é importante que as gestantes se vacinem de acordo com a indicação dos seus médicos.

Quando uma mulher grávida deve se vacinar contra gripe?

A campanha de vacinação da gripe geralmente fica disponível entre os meses de março a junho. Pois, devido ao inverno, tanto o contágio quanto os efeitos da doença tendem a aumentar.

Estudos feitos por cientistas americanos e noruegueses analisando os expedientes médicos, sobretudo, do sistema de saúde da Noruega, concluíram que a vacinação pode reduzir o risco de perder o bebê, enquanto o risco do aborto pode ser multiplicado por dois, caso a grávida contraia a gripe.

Quais os riscos da vacinação?

Depois das 12 semanas de gestação, de maneira geral, não existem contraindicações para a vacina contra gripe para grávidas. Pelo contrário, essa vacinação é indicada a esse público. Por outro lado, é possível que a mulher apresente:

• Vermelhidão e/ou dores leves e temporárias no local da injeção

• Dores de cabeça e dores musculares

• Náuseas

• Cansaço

Porém, essas reações passam logo nos primeiros dias após a aplicação da vacina e não ocorrem em todos os casos. Varia bastante de pessoa para pessoa.

A vacina contra a gripe é eficaz?

De acordo com o pediatra Juarez Cunha, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim), em matéria publicada pela Veja Saúde, a vacina contra gripe tem uma eficácia de 60% a 70% dos casos. Os diferentes subtipos de vírus (H1N1, H3N2 etc.) sofrem mutações constantemente. Por isso, a vacinação precisa ser anual.

Nesse sentido, as instituições responsáveis fazem um tipo de “atualização” nas vacinas, de modo a antever essas mutações e assim conferir uma proteção maior com a vacinação.

Qual a importância da vacinação contra influenza em tempos de pandemia?

Mesmo que a vacina da gripe não seja destinada ao combate específico de COVID-19, a vacinação contra influenza diminui os casos de gripe, deixa o sistema imunológico do paciente mais forte e ainda contribui para um diagnóstico mais preciso para coronavírus, uma vez que os sintomas das duas doenças são similares.

Desse modo, para evitar aglomerações e garantir a saúde tanto da grávida quanto do bebê, o ideal é a vacinação em casa ou vacinas delivery.

Agora que você já sabe a importância de tomar a vacina contra gripe durante a gravidez, conheça o APP Vacine.me, onde é possível buscar por clínicas próximas a você e solicitar a vacina em casa! O Vacine.me já está disponível na GooglePlay e AppStpre! Além de solicitar vacinas onde você precisar, é possível montar carteirinhas de vacinação virtuais para você e toda a família! ; )

Related Post

Deixe seu comentário

Posts recentes

3 vacinas para grávidas
vacina BCG
Gravidas devem tomar vacina contra gripe?